5 erros graves ao fazer um projeto gráfico

By

Produzir um projeto gráfico requer alguns cuidados para que o projeto atenda ao que foi proposto. Além de precisar ser desenvolvido com base no conceito do projeto, o alto nível de qualidade precisa ser mantido, afinal a qualidade e desempenho são sinais de profissionalismo e comprometimento.

 

Alguns erros podem passar despercebidos durante a produção de um design gráfico, por isso reunimos 5 erros que você não pode cometer durante a execução do seu projeto. Fique atento!

 

#1 – Escolha as imagens certas

Você criou um layout incrível, as cores estão em perfeita harmonia e os demais recursos estão impecáveis, mas na hora de escolher a imagem central você se dá conta da baixa resolução e do tamanho incompatível com o projeto.

 

Imagens em baixa qualidade podem comprometer a qualidade do seu projeto. Não importa a qualidade dos demais aspectos, se as imagens não forem correspondentes ao nível de qualidade do seu projeto ele será desvalorizado.

 

#2 – Respiro visual 

Na composição do seu projeto gráfico, algumas informações podem tomar conta de todo espaço visual, comprometendo a hierarquia de informações e poluindo todo o design. 

 

A falta de respiro visual dificulta a compreensão dos leitores, por isso é necessária a hierarquização de informações e aspectos definidos através do conceito e briefing do projeto.

 

#3 – Paleta de cores 

Layout, imagens e hierarquia de informações foram definidas e respeitadas. Agora está na hora de dar vida ao seu projeto com uma agradável paleta de cores. 

 

As cores possuem um papel muito importante no seu projeto gráfico, não é à toa que há inúmeros estudos sobre a psicologia das cores e seus efeitos. Por isso, se atente ao significados das cores utilizadas e tome cuidado para não exagerar na paleta de cores escolhidas.

 

#4 – O tipo de papel correto 

Escolher o tipo de papel em que o seu projeto gráfico será impresso é um passo importante e requer tanta atenção quanto às demais etapas do processo de criação.

 

Escolher o tipo de papel errado pode encarecer o seu projeto gráfico, além de divergir com a proposta do projeto. Para melhor ilustrar isso podemos analisar o processo de produção de um jornal, que é feito em um tipo de papel sem durabilidade e sem qualidade para impressão de imagens, pois em seu planejamento é definido que a sua durabilidade seja de apenas um dia.

 

#5 – Sangria 

Após finalizar o seu projeto, você precisa pensar na impressão. A essa altura você já escolheu o papel, e agora precisa pensar nas sangrias. Essa etapa é que prevenirá as possíveis alterações em seu projeto gráfico no momento de corte pós-impressão.

 

A falta de sangria pode prejudicar o seu projeto gráfico após o corte e acabamento, deixando o recorte com margens brancas. Por isso é necessário que você se atente e sempre delimite as bordas do seu projeto gráfico de forma que haja sobras, atribuindo à arte uma maior dimensão que a área de corte.

Leave a Comment

Your email address will not be published.

dezoito + 18 =

You may also like