Como começar um livro?

By

À primeira vista, escrever um livro soa como algo complexo e trabalhoso, porém, pode ser muito divertido e menos difícil do que parece. Tudo começa com os pensamentos, as ideias e os fatos. Após ter em mente a ideia geral do livro, é hora de fazer um esboço. Confira as dicas da Forma Certa!

Ideias, ideias e ideias!

Elas serão o ponto de partida para todo o trabalho. Fica mais fácil encontrar a inspiração que faltava para dar o pontapé inicial no seu projeto literário se você estiver disposto a aceitar novidades, mudanças e observar tudo à sua volta. Daí a importância de sair por aí fazendo e acontecendo.

Agora é hora de pensar nos personagens

Defina os personagens, suas características e origens. Depois pense nos detalhes dos personagens principais como idade, cidade natal e gostos.

Organização é um ponto chave

Se for um livro técnico, cada capítulo deverá abordar um aspecto do assunto, observando-se o conhecimento cumulativo que necessita ser apresentado antes do capítulo seguinte para que o leitor tenha um bom entendimento.

Quem vai ler seu livro?

Cada grupo étnico, de faixa etária, entre outros, tem os seus gostos, particularidades e experiências compartilhadas. Assim fica mais fácil desenvolver o conceito, determinando o tom usado na narrativa e nos diálogos, determinar como desenvolver os personagens e como a história vai se desenrolar.

Tenha calma e paciência

Faça o que pode, não pense nos resultados, e vá escrevendo um pouco sempre. Querer escrever o primeiro livro e imaginar que ele vai ser um best seller é pedir para ficar decepcionado. É bem melhor publicar um artigo num blog aqui, um poema numa coletânea ali e não ter expectativas fora do normal.

Inspire-se no que você observa

Diz-se que todo escritor tem uma antena ligada nos acontecimentos, sendo um bom observador. Isso pode realmente fazer muita diferença! Assim como as frases ouvidas por aí, uma situação observada ,ou mesmo inventada, a partir de um único instante que você observou, pode ser o começo da construção de uma boa história.

Defina um ponto de partida

Nesse primeiro momento, evite qualquer autocrítica e preocupe-se apenas em explorar livremente esse universo de ficção e seus personagens. Mesmo que, em futuras revisões, você decida iniciar o texto de outra forma, esse exercício vai ajudar você a colocar a caneta no papel (ou os dedos no teclado) e começar a transformar suas ideias em histórias.

Leave a Comment

Your email address will not be published.

1 × 5 =

You may also like