O que não pode faltar no meu briefing?

By

Entender o que está na cabeça de outra pessoa não é a tarefa mais fácil do mundo, e na publicidade este é o primeiro passo para começarmos a criar. Por isso, nós temos o briefing, que nada mais é a explicação detalhada e objetiva do que o cliente precisa. Apesar de ser simples, nem sempre é fácil fazê-lo e muitas informações importantes, às vezes, acabam perdidas. Afinal, o que não pode faltar no briefing? Confira em nosso post!

 

Cliente

Conhecer o cliente é fundamental para desenvolver qualquer projeto, por isso, trazer no briefing um apanhado sobre seu histórico é bastante enriquecedor. Informações como ramo de atuação, experiência de mercado, fatia de mercado, média de vendas anuais, posição em comparação com os concorrentes , entre outros, ajudam a situar qualquer pessoa que lê o briefing sobre quem e como funciona o cliente.

 

Prazo

Não se esqueça de incluir a data de entrega do trabalho. Lembre-se que alterações podem acontecer, então sempre trabalhe com uma margem de segurança e nunca peça para o job ser entregue no dia da divulgação. Mas lembre-se também que criação não é linha de produção e, apesar do criativo sempre quebrar um galho quando você precisa, tem coisas que não serão feitas da noite pro dia.

 

Escopo do projeto

Nem todos os projetos são profundos. Alguns clientes querem uma solução completa e outros podem simplesmente querer adaptar algo ao que eles já possuem.

 

Algumas vezes, o escopo do projeto é óbvio quando existe um objetivo. Se o objetivo do seu cliente é de vender produtos pelo seu site, eles vão precisar de um solução de e-commerce. Mas se não for algo óbvio (por exemplo, o objetivo é redesenhar a marca para apelar a um público mais maduro), você vai precisar saber esta informação. Quanto mais informações você tiver, melhor.

 

Verba

Outro ponto de grande relevância é o esclarecimento sobre os recursos disponíveis para fazer o projeto acontecer. As ideias costumam surgir aos montes após a leitura de um briefing, mas a consciência sobre a verba disponível rapidamente serve como um filtro, e, assim, ajuda bastante os executores. Além disso, conhecendo os recursos é possível analisar como potencializar o impacto pretendido com o mínimo possível de dependência desses recursos.

Leave a Comment

Your email address will not be published.

3 × 1 =

You may also like