Quais cuidados ter ao mandar meus arquivos para a gráfica?

By

Quem trabalha em gráfica sabe como é incômodo receber um arquivo fechado de maneira errada. Pode atrasar a produção do material para o cliente, e acaba sendo pior em casos de impressos que precisam de urgência. Separamos alguns cuidados para você ter ao enviar arquivos para impressão:

Cores

O padrão de cores utilizados em impressão é CMYK (Cyan, Magenta, Yellow e Black) e a tela do computador exibe RGB (Red, Green, Blue), portanto é necessário que para que se alcance a cor desejada, seja utilizada uma escala cromática como a da Pantone, que é um padrão universal de cores para impressão.

Tipo de arquivo

O envio das artes deve seguir o padrão pedido pela gráfica. Normalmente, são usados programas gráficos específicos, como Corel Draw, Photoshop, InDesign, Page Maker, Adobe Ilustrator etc. para que a qualidade de impressão seja garantida.

Erros de grafia

Leia e releia os textos digitados em seu trabalho. Em tempos de internet é comum as pessoas serem desleixadas em relação aos textos, pois na internet é possível corrigir. O que fazer com 5.000 catálogos com um erro bobo de português? Para pegar estes deslizes que insistem em escapar da nossa vista, imprima uma cópia (se possível em tamanho original) e leia em voz alta procurando erros gramaticais e verificando as concordâncias.

Tipo de material

Há diversos tipos de materiais em que se pode imprimir, portanto certifique-se em qual tipo de papel seu projeto será impresso, ou se utilizará algum outro tipo de material como plástico, tecido ou superfícies metálicas, pois isso também impacta na criação e finalização da arte;

Organize os arquivos

Durante da criação da sua arte, organize todos os arquivos utilizados como imagens, fontes e textos em uma mesma pasta, junto ao arquivo final, pois eles também deverão ser enviados para a gráfica juntamente com o arquivo para impressão.

Sangria

No caso de Imagens, ilustrações ou cores de fundo de página nas quais se pretende que sejam propositalmente cortadas pela guilhotina, é preciso deixar uma área de sobra na parte externa da página (para fora dos limites do corte) conhecida como “sangria”. O objetivo é evitar que eventuais variações no corte da guilhotina resultem no surgimento de filetes brancos junto às bordas do impresso. Recomenda-se uma sangria mínima de 3 a 5 mm nos quatro lados da página.

Leave a Comment

Your email address will not be published.

3 − 2 =

You may also like